Uma consequência preocupante do avanço da legalização da maconha é a concentração do mercado em poucas empresas. Aos poucos vai se formando um oligopólio semelhante ao que ocorre no setor de bebidas e tabaco.

Nos últimos meses de proibição da erva no Canadá, a Aurora, segunda maior produtora de cannabis do país, anunciou que vai adquirir a rival CanniMedTherapeutics por US$ 852 milhões.

Após a fusão, será criada a maior produtora de maconha do mundo em valor de mercado. Este é o maior negócio realizado pelo setor de maconha legalizada em todo mundo. A Aurora tinha feito uma oferta hostil pela CanniMed (quando há tentativa de compra de ações no mercado sem o conhecimento da diretoria da empresa), e agora elevou o valor oferecido.

Ao realizar a compra da CanniMedTherapeutics, a Aurora planeja ampliar a capacidade de atender a demanda doméstica por maconha, além de expandir a capacidade de exportação da erva para outros países.

“A ação está de olho nos mercados para exportação de maconha para uso medicinal, que são muito maiores que o Canadá. A CanniMed tem patentes, relacionamentos com diferentes universidades, pesquisas e testes clínicos, além de relações comerciais com outros países, e a Aurora quer aproveitar isso,” afirmou Chris Damas, editor do Relatório BCMI Cannabis.

Créditos: Hempadao.com